Revista Central: a informação em tempo real com credibilidade

sábado, 20 de junho de 2009

Após denúncias do Diário Central prefeitura toma providências

Na última segunda-feira 15 de junho de 2009, o Portal de Noticias do Sertão Central denuncia com exclusividade o perigo que muitos banhistas estavam se arriscando pulando da parede do açude Cedro em Quixadá, com a machente Banhistas arriscam suas vidas pulando na parede do açude Cedro em Quixadá. A equipe do Diário Central registrar fotos e um vídeo mostrando aventuras de dezenas de jovens saltando e uma platéia aplaudindo. Havíamos passado esta matéria para o Jornal O Povo e hoje o jornal publica uma matéria sobre o assunto.

Prefeitura de Quixadá previne acidentes no Cedro











Para evitar acidentes, a Prefeitura proibiu que banhistas pulem da parede do Cedro para dentro do reservatório. Com a quadra chuvosa deste ano, o açude voltou a ser bem visitado.

É uma questão de prevenção. Ao redor do açude Cedro, na cidade de Quixadá, a 158 quilômetros de Fortaleza, uma situação preocupa a Prefeitura. Turistas e moradores que querem se divertir no local desafiam a sorte em uma atividade perigosa. Pulam da parede direto para o açude. Sem proteção nenhuma, mesmo quem só caminha pela parede do açude ou pela via de caminhada também corre perigo.

Nos últimos meses, com o aumento das chuvas e do armazenamento do açude, o cenário ficou mais bonito e atraiu mais gente para apreciar o reservatório mais antigo do Estado, que é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). De 3% da capacidade hídrica no início da quadra chuvosa, o Cedro passou a acumular 38% de seu volume máximo.

Nos fins de semana, o número de frequentadores no local passa dos cinco mil, estima o secretário do Desenvolvimento Econômico e do Turismo, José do Nascimento Marques. Nenhum acidente foi registrado até então no local, mas os cuidados estão sendo tomados para evitar que isso ocorra. São 10 salva-vidas, equipados com canoas e boias, policiais militares e guardas municipais, cita o secretário.

O pulo da parede para dentro do açude foi proibido pela Prefeitura de Quixadá. “Para evitar problemas”, justifica José do Nascimento. A decisão tem caráter educativo, já que não haverá punição em caso de descumprimento.

O tráfego de bicicletas e o trânsito de pessoas sobre a parede estão sendo monitorados. Agentes do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) também estão trabalhando na região aos fins de semana e feriados, períodos onde há mais gente no entorno.

Profissionais da Secretaria da Saúde do Município também estarão no local. “O açude pegou uma carga boa de água. As pessoas vão, tomam banho e alguns chegam a pular da parede. Por isso, foi ampliado o número de salva-vidas”.

O açude Cedro tem capacidade para 126 milhões de m³ de água. A capacidade atual do reservatório é de 48,03 milhões de m³ de água, segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Ele é um dos 131 açudes monitorados pela Companhia.

Daniela Nogueira da redação Jornal O Povo. com adaptações

Veja o video da equipe da TV Web Diário Central
video

Nenhum comentário:

Mande para seus amigos do orkut, twitter etc!
|
Google Analytics