Revista Central: a informação em tempo real com credibilidade

segunda-feira, 13 de abril de 2009

ESTUDANTES DA UFC FARÃO MANIFESTAÇÃO CONTRA AS ATITUDES DO INSTITUTO AMBIENTAL


Já era pra está pronta, foram muitas propagandas e poucos cimentos, a mais de 4 anos que a UFC campus de Quixadá vem propagando nos meios de comunicação, de um lado a prefeitura de Quixadá a maior vinculante beneficiaria por outros a oposição que sempre mente e tentam manchar os projetos que trazem benefícios para todo a população.

Nestas últimas semanas tem sido debates mais uma vez a construção do campus em Quixadá, por um lado a oposição que coloca a idéia que a UFC poderá sair de Quixadá, na realidade esta afirmação tem procedência, caso ela seja concretizada como a oposição da administração e o instituto de convivência irão explicar a população que foram os autores da saída do campo avançado da UFC em Quixadá esta pergunta os estudantes querem ouvir do presidente da organização ambiental.

Na linha com discurso defensor do meio ambiente está o Instituo de Convivência com o Sem-Árido e no meio do foguete os estudantes que passaram no vestibular e não tem nenhuma culpa dessa briga que mais parece coisa de pessoas que não tem compromisso com o desenvolvimento de Quixadá.

O que era briga da prefeitura e da oposição vem o instituto e unir forças para embargar a obra isso com aval da SEMACE, os estudantes por sua vez não aceitam o embargo e as atitudes do presidente do Instituto Osvaldo Andrade, os mesmos planejam uma manifestação em repudio em frente à sede da organização ambiental. Os estudantes dizem que o meio ambiente é sem dúvida importante e que tem que ser preservado e que a construção da UFC não irá afetar prejudicialmente como diz o presidente Osvaldo Andrade, a UFC será mais uma organização que poderá trabalhar vastos projetos ambientais, afirmam que tudo isso é politicagem e não defesa do meio ambiente, alguém quer aparecer na mídia.

Uma comunidade no site de relacionamento Orkut chamada “UFC E IFCE no cedro já”, estão manifestando severas criticas ao instituto de convivência, a estudante Ticianne Grayce do Intituto tecnológico diz “temos que fazer uma manifestação, juntando todo o pessoal dos cursos e outras pessoas também, afinal de contas, são os nossos sonhos e estudos que estão em jogo, temos que lutar com unhas e dentes, pra defender o que foi feito pro nosso futuro”, já o estudante Renato Tupan vai mais longe e faz um desabafo na comunidade “Mais do que barrar a construção de nosso campus esse cara (Andrade) quer, também barrar nossos sonhos, pois como sabemos, a UFC vem lutando com todas as forças visando a construção de seu campus em Quixadá, que surgiu como uma luz na vida de milhares de estudantes carentes de nossa região, pois pelo menos eu e quase todos os outros estudantes do sertão central, não temos condições de ir estudar em Fortaleza ou pagar uma particular.Só quero continuar meu curso e também ver minha cidade crescer com o ingresso de novos estudantes. Chega de falta de oportunidades, por falta de uma boa formação. Chegar de sermos vistos como o simples e esquecido povo "pacato" do interior".

Para Osvaldo Andrade, diretor-geral do Instituto Convivência com o Semiárido Brasileiro, de Quixadá, a área de construção está no entorno de uma região de monólitos, onde não poderia haver construções ou atividades “que representem ameaça ao entorno, ao ambiente, à fauna e à beleza cênica dos monólitos”. Ele diz que a área onde está sendo construído o campus foi pensado para a área de produção de alimentos. Não para construções.

MOVIMENTOS

O Centro Acadêmico vai se reunir hoje segunda-feira e produzir panfletos defendendo a o campus, segundo os acadêmicos os panfletos serão feitos em papel reciclados, na terça-feira os estudantes farão uma caminhada com faixas, com inicio no ginásio Governador Gonzaga Mota, na quarta o movimento será pela Avenida José Caetano e na Quinta pela na Rua Basílio Pinto. Camisas também estão sendo feitas.

20 comentários:

Anônimo disse...

Estes estudantes parace que não sabem que o meio ambiente faz parte do futuro deles.

Anônimo disse...

Acompanhando os veículos virtuais de comunicação local, notei que o assunto campus da UFC e do CEFET de Quixadá (atual IETFCE) está em alta. Infelizmente, de modo pouco interessante.
É uma pena que obras tão relevantes para o desenvolvimento educacional, cultural e econômico da região estejam sendo alvo de debates infundados (em vista da demora para tratar o problema, este não parece ambiental). Como você mesmo disse, Jackson, há cerca de quatro anos instalaram as duas faculdades por ali (não lembro se foi há 4 anos. Estou confiando no dado que você forneceu. Veja só a responsabilidade da informação!). Sendo assim, porque só agora quem se diz trabalhar em defesa do meio ambiente está se pronunciando sobre as obras?
Caso o presidente da ONG estivesse realmente preocupado com o meio ambiente, as obras da UFC e do CEFET não deveriam nem se quer ter sido iniciadas naquele local ou, pelo menos, poderiam ter sido barradas logo no princípio.
Apesar de tudo, acredito que esse debate está servindo para mostrar à população de Quixadá que o impacto ambiental está em todo lugar, inclusive, em nosso município (não exatamente no Cedro e nem somente por lá). Portanto, se faz necessária a conscientização de todos acerca da preservação do meio ambiente, pois nós fazemos parte dele.

P.S.: Jackson, acompanho sempre o seu blog e, exatamente por isso, gostaria de tecer alguns comentários a fim de tornar o espaço cada vez mais agradável e justo.

1) Cuidado com seus textos! Busque sempre a neutralidade;
2) Produza seus textos, mas não seja tendencioso;
3) Deixe que o público leitor, sozinho, tire as suas conclusões.
Esses três pontos caem num único: A IMPARCIALIDADE.

Lendo este post, tive a impressão que você tentou associar a atitude do presidente da ONG com a OPOSIÇÃO. Não bastando isso, ainda colocou estes (ONG e OPOSIÇÂO) contra a administração local.
Informação não se faz com maniqueísmo, mas com fatos.
Sucesso!

Anônimo disse...

Corrigindo: CEFET, atual IFECT.

DIARIO CENTRAL disse...

Desde já agradecemos os comentários, sobre a impacialidade é uma das bandeiras do nosso blog, mais como vivemos em um estado democratico e direito, podemos dá a nossa opinião sobre todos os assuntos aqui colocados.

O espaço é aberto a todos que queiram fazer criticas ou elogios.

Paulo Ramon "Pramon71" disse...

Bem galera, sou Paulo Ramon, estudante do 4º Semestre do Curso de Sistemas de Informação - UFC Quixadá. E vem esclarecer os fatos comentado neste Blog.

Sobre o comentário:
"O Centro Acadêmico vai se reunir hoje segunda-feira e produzir panfletos defendendo a o campus, segundo os acadêmicos os panfletos serão feitos em papel reciclados, na terça-feira os estudantes farão uma caminhada com faixas, com inicio no ginásio Governador Gonzaga Mota, na quarta o movimento será pela Avenida José Caetano e na Quinta pela na Rua Basílio Pinto. Camisas também estão sendo feitas."

A intenção éramos fazer panfletos sim, porém a reunião com o CA não aconteceu na segunda, portanto essa programação não é oficial.

Quanto a minha opinião sobre o embargo de nossa obra é a seguinte: Quando o atual prédio que estamos instalados estava jogado às moscas não apareceu presidente de ONG algum querendo colocar todo o complexo do cedro a frente, pelo contrário, durante todo esse tempo que tudo isso aqui ficou abandonado tivemos o desmantamento de algumas áreas para plantio e para o pasto de gado e ovelha o que, ao meu ver, além de produzir "impacto ambiental" satisfazia a uma única pessoa (o dono do gado e das ovelhas). Porém agora, onde isso aqui está sendo olhado pelos olhos dos poderes Municipais e Federais todo mundo quer da pitaco dando um de "ecologista". Por que nosso querido presidente da ONG não se preocupa com o cupim matando as belas árvores do Cedro? Por que ele não se preocupa (ou se preocupou) com o desmatamento ilegal?

Se querem, novamente saber minha opinião, VEJAM BEM ESSA É MINHA OPINIÃO, é porque essas atitudes não elevam seu nome à nível estadual, essas ações não passariam de links na página de sua ONG nma Internet.

Enfim, sou a favor da Construção da UFC e IFCE no Cedro Já!!!

Abraços a todos.

Anônimo disse...

Fazendo uma correção simples, porém relevante: você falou "...vivemos em um estado democratico e direito...". Esse Estado que você fala é com "E" MAIÚSCULO, como eu digitei, não como você fez escreveu. Além do Estado, também recebem letras maiúsculas "Democrático" e "Direito". Mais uma coisa: o correto é Estado Democrático de Direito, não existindo a artigo "e" entre as palavras Democrático e Direito.
Veja, ninguém está cerceando seu direito de opinar, porém o que não pode é faltar com a ética e com a responsabilidade ao utlizar um veículo de comunicação, no caso seu blog, o Diário Central, para fazer afirmações sérias sem a devida fundamentação. Isso, a meu ver, chama-se IRRESPONSABILIDADE.
Sou um assíduo leitor de seu blog, como de tantos outros que há na INTERNET, e faço os comentários com o exclusivo interesse de tornar este espaço mais INTERESSANTE e digno de crédito por parte dos internautas. Ratificando (confirmando), prezo por meios de comunicação sérios, que visam transmitir a informação de maneira imparcial, respeitando a capacidade intelectual e o poder de discernimento de seus espectadores.
Sucesso!

Saionara disse...

Uma correção: não é IFECT, e sim IFCE, INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ.

E uma observação, se você não tem argumentos para defender suas idéias, então não venha com frescuras de correções gramaticais, porque aqui cada um tem o direto de se expressar da forma que quiser.O que vale aqui é a informação.

DIARIO CENTRAL disse...

Resposta do Blog
Prezada Sra. Sionara, sobre a correção não consta na matéria as Siglas. Desde já abraços e continue fazendo comentários.

Saionara disse...

A correção foi referida a um dos comentaristas, que não sei por qual motivo não quis se identificar.

De qualquer forma, abradeço sua atenção.

Anônimo disse...

Independente de como se escreve ou não os nomes esse não o problema ok pessoal? Pois bem, eu também sou uma leitora "assidua' desse blog que realmente é imparcial. Pois, sobre a embargação das obras da UFC e do CEFET só foi mostrado o movimento que os alunos (pensado somente em sí)dessas duas entidades fizeram! onde estão as fotos ou as noticias do movimento que a "oposição" (como voces dizem)fez? Seria interessante que esse blog fosse um pouco mais democratico não acha? continuando... Se o Osvaldo custou ou não pra fazer tal denuncia o que importa? você/ vocês estão egoista ao pessarem da seguinte forma: - se já acabaram com o rio sitiá construindo casas, faculdades,etc e se acabaram com a pedra do cruzeiro tornando-a como a pedra das antenas, então nós( pensando somente na nossa formação profissional) podemos também acabar com o cedro! seria bom e necessario que se pençassem um poco mais no meio ambiente não acham? esqueçam os politicos, estes não estão nem um pouco interessados nessas obras, afinal nem eles e nem os filhos deles precisam dessa faculdade não...!!!

DIARIO CENTRAL disse...

Prezado(a) Leitor(a)

Desde já agradeço seu comentário, sobre a matéria. O nosso blog não tem nenhum patrocinio, pois neste espaço será sempre colocados assuntos de relevância a população, temos o direito de colocar a nossa opinião, como temos o dever de abrir espaço para todos que queiram fazer a sua manifestação seja contra ou não. Desde já continui dando a sua sugestão, critica.

Colocamos o nosso e-mail para qualquer outra informaçõa: portaldiariocentral@gmail.com

Anônimo disse...

Ah tá certo! pensei que voces mostrassem tudo e de ambos os lados do que está acontecendo sobre a embargação das obras da UFC e do CEFET, mais pelo visto entendí errado não é verdade?
vocês mostram apenas o que vocês defendem mesmo que por motivos que não convencem a muitas pessoas não é???

-> UFC EM QUIXADÁ SIM NA UC NÃO <-

DIARIO CENTRAL disse...

RESPOSTA AO COMENTÁRIO:

Prezado(a) Leitor(a)

Este blog jamais mostrará apenas um lado em qualquer circunstancia, quem nos acompanha sabe disso da nossa credibilidade, apenas citamos que a nossa opinião pode ser citada nas matérias, sobre este caso se o(a) senhor(a) verificar temos matérias com a argumentações de ambas as partes, por favor peço que verifique e nos informe.

Desde já nosso agradecimento pelo comentário, continue nos mandando a sua opinião.

A Direção

Anônimo disse...

Amigos, venho parabenizar pelo espaço e tecer comentários... simplesmente a nível das idéias! Acredito q um espaço como esse o q menos importa são as correções ortográficas... Penso q estamos diante de uma situação bastante pertinente e uma pauta para aprofundarmos e algumas pessoas sem ter conhecimento nenhuma da causa, falam apenas o q pensam, sem maiores compromissos com a ética. Acredito q o cedro, como patrimônio histórico material tombado pelo governo brasileiro, muito antes de chegar a UFC, já carecia de tamanho cuidado e atenção. Pois, sendo o q ele é, ainda assim, nem a população, nem muito menos as autoridades-incompetentes prezam por tamanha grandeza. A construção da UFC/CEFET no entorno, para mim, e essa é apenas minha opinião, representa um maior descaso de todos os tempos com o lugar. para mim representará a morte e enterro da comunidade e da beleza natural. Sinto pelos alunos, que querem se formar, porém, vejo milhões de alternativas em termos de espaço apropriado. Como quixadaense celebro a possibilidade dessas faculdades acontecerem e se ampliarem em Quixadá, mas em outros entornos. Como quixadaense também celebro e digo um VIVA EM VOZ ALTA a Osvaldo Andrade. Pois é o único ativista responsável, e o vejo em momento de grande peleja por uma causa sublimemente nobre. Acredito amigos, sem a menor sobra de dúvidas, q se instalado os campus onde se pretende, a paisagem não sobreviverá aos nossos filhos; a urbanização será desenfreada, o lixo, o comércio, a poluição, isto é, como toda cultura de massa, logo logo o excesso de pessoas, construções e desenvolvimento, VÃO MINAR a região.

abraço a todos!!!

Anônimo disse...

Gente, acho esse papo bacana... claro, tenho minha opinião tbm. sei q os sonhos das pessoas em conseguir se formar é algo muito valioso, muito importante para darmos atenção! na verdade nem sei bem como está a região, pois moro em fortaleza, embora todo mês esteja aí; mas independente de estar ou ñ desmatado, tenho a consciência de que se levarmos a coisa em termos de direito, sei q falamos de um patrimônio tombado, e todo seu entorno deve estar protegido contra possíveis alterações no que diz respeito ao desenvolvimento do local. assim como essa pessoa acima comentou, analisei bem e percebo q poderá haver um grande crime no cedro, pois, sabemos como as coisas acontecem, e temo q qualquer projeto vise apenas o lucro e ñ as pessoas, a comunidade do entorno do cedro, e ñ tenha cuidado com a paisagem e o ecossistema local. portanto camaradas, vejo q sou permanentemente a favor da ufc e do cefet em quixadá, porém, não aonde querem construir, em qualquer outro local, menos no cedro, né turma. o cedro é o cedro!!! merece ser preservado e re-vitalizado e não desenvolvido urbanisticamente. acredito q existam muitos outros lugares possíveis de receber o campus! penso q é muito importante q os alunos reflitam em termos sistêmicos, e não sem olhar para o todo, sem se abrir para entender os impactos ambientais e as consequências negativas de seus sonhos.

q deus proteja o cedro, e assim seja!

DIARIO CENTRAL disse...

Prezado(a)s Leitor(a)s



Desde já nosso agradecimento pelos comentários, continue mandando sua opinião.

Anônimo disse...

d

Anônimo disse...

Sou completamente a favor da universidade em Quixadá, porém, não no Cedro. Visto que lá existe um pequeno parque florestal natural, ou seja, que ainda não foi tocado pelo homem, onde vivem diversos tipos de vida. Mas o homem deve de se perguntar para que servem tantas plantas e tantos animais? a resposta é simples e clara, para a manutenção do equilíbrio de relações entre as mais diversas espécies inclusive nós. Agora o incrível é que o homem provoca a extinção de numerosas espécies, mas não tem medo de um dia chegar a ser extinto também. Como percebemos a natureza esta reagindo contra as agreções humanas, estamos sofrendo contra enchentes,secas, terremotos e etc.
Para finalizar eu digo a faculdade é importante pra nós e representa o futuro de muitos, no entanto, não podemos deixar que um erro político acabe com a natureza, pois sabemos que a prefeitura tem autonomia e poder para reivindicar a construção da UFC para outro âmbito e não faz por saber que a sociedade em si não está nem aí também. Todos só visam o lucro esquecendo que somos dependentes da natureza, a não ser que, o homem invente um método para viver que não dependa dela.

Anônimo disse...

Sou completamente a favor da universidade em Quixadá, porém, não no Cedro. Visto que lá existe um pequeno parque florestal natural, ou seja, que ainda não foi tocado pelo homem, onde vivem diversos tipos de vida. Mas o homem deve de se perguntar para que servem tantas plantas e tantos animais? a resposta é simples e clara, para a manutenção do equilíbrio de relações entre as mais diversas espécies inclusive nós. Agora o incrível é que o homem provoca a extinção de numerosas espécies, mas não tem medo de um dia chegar a ser extinto também. Como percebemos a natureza esta reagindo contra as agreções humanas, estamos sofrendo contra enchentes,secas, terremotos e etc.
Para finalizar eu digo a faculdade é importante pra nós e representa o futuro de muitos, no entanto, não podemos deixar que um erro político acabe com a natureza, pois sabemos que a prefeitura tem autonomia e poder para reivindicar a construção da UFC para outro âmbito e não faz por saber que a sociedade em si não está nem aí também. Todos só visam o lucro esquecendo que somos dependentes da natureza, a não ser que, o homem invente um método para viver que não dependa dela.

DIÁRIO CENTRAL disse...

Prezado(a) Leitor(a)

Desde já agradecemos os comentários. Deixamos nosso espaço disponivel.

A direção.

Mande para seus amigos do orkut, twitter etc!
|
Google Analytics