Revista Central: a informação em tempo real com credibilidade

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Dia Nacional do Surdo comemora-se amanhã

Mesmo diferentes, todos os seres humanos têm potencialidades, segundo defendem os portadores de deficiência

Iguatu. Amanhã comemora-se o Dia Nacional do Surdo. Em todo o País, acontecem programações alusivas à data. Nesta cidade, haverá passeata a partir das 8 horas da manhã pelas ruas do Centro, com o objetivo de chamar a atenção dos moradores para a luta por melhores condições de vida, saúde, educação, dignidade e cidadania. A caminhada faz parte da II Mobilização Municipal da Cultura Surda que, neste ano, tem como tema central “Inclusão: Viva e deixe viver”.

Desde o último dia 18, que a Associação dos Surdos de Iguatu (ASI) vem realizando uma programação para comemorar o Dia Nacional do Surdo. Várias atividades estão sendo desenvolvidas: sessões de massoterapia para a comunidade, exposição de artesanato, competições esportivas e realização de oficinas de Língua Brasileira de Sinais (Libras) para vários segmentos da sociedade civil em pelo menos dez escolas públicas e particulares.

O objetivo é conscientizar a sociedade sobre as potencialidades dos portadores de deficiência auditiva. A ASI neste ano completa quatro anos de existência. “A nossa luta é pela inclusão de todas as pessoas com necessidades especiais”, disse o presidente da instituição, Antônio Nelson Moreno. “Muitos surdos sofrem preconceitos, são desvalorizados e encontram as portas do mercado de trabalho fechadas”.

Potencial na diferença

A ASI quer mostrar que a inclusão, na prática, significa promover e reconhecer o potencial inerente a todo ser humano em sua maior expressão, que é a diferença. “Precisamos despertar nos surdos e demais pessoas com necessidades especiais a valorização e o poder de reivindicar seus direitos”, frisou Moreno.

Neste ano, a ASI está procurando intensificar a divulgação da Libras por meio de realização de oficinas gratuitas abertas à comunidade. Recentemente, a Câmara de Vereadores de Iguatu aprovou projeto de lei que reconhece a Língua Brasileira de Sinais como meio oficial de comunicação e expressão entre os deficientes auditivos. Os dirigentes da associação consideraram um avanço a aprovação da lei.

A partir de 2005, o município de Iguatu assumiu ações em favor dos deficientes auditivos, implantando um núcleo de educação especial e inclusiva. Hoje há alunos no Ensino Médio e em Faculdades que estudam regularmente com a presença de intérpretes em sala de aula. O programa de alfabetização e do ensino regular é considerado modelo pela Secretaria de Educação Básica do Estado (Seduc) e para a região Centro-Sul.

No último fim de semana, a ASI promoveu um jantar de confraternização para homenagear radialistas e jornalistas locais pelo apoio dado à divulgação dos trabalhos realizados pela instituição. O correspondente do Diário do Nordeste na região Centro-Sul, jornalista Honório Barbosa, foi um dos homenageados. Aconteceu ainda a escolha do rei e da rainha com deficiência auditiva.

Nenhum comentário:

Mande para seus amigos do orkut, twitter etc!
|
Google Analytics