Revista Central: a informação em tempo real com credibilidade

terça-feira, 23 de junho de 2009

Sem fiscalização banhistas continuam saltando da parede do Açude Cedro


A equipe do Diário Central volta ao açude centenário do Cedro para comprovar se realmente a Prefeitura Municipal de Quixadá colocou fiscais para proibir que banhistas saltem da parece. Na última segunda-feira, 15 de junho de 2009, o Portal de Noticias do Sertão Central denuncia com exclusividade o perigo que muitos banhistas estavam se arriscando pulando da parede direto para o açude.O Diário Central registrar fotos e um vídeo mostrando as aventuras de dezenas de jovens saltando, e uma platéia aplaudindo. Na sexta-feira matéria vincula ao jornal o povo destacava quer para prevenir acidentes a prefeitura iria colocar fiscalização neste fim de semana.

No domingo ao voltarmos no Cedro não encontramos fiscais ou mesmo placas alertando o perigo. Sem fiscalização, jovens e crianças continuam desafiando a sorte em uma atividade perigosa. Basta ver uma câmara, a multidão se aglomeram e os pulos passam a ser mais agressivos.

Cada um quer mostrar o melhor salto. Comprovamos que os banhistas aventureiros não têm idade, são: crianças, jovens e adultos, fazem a festa para os turistas que com cliques das digitais pagam cada um. Resta saber quando a proibição irá entrar em vigor. Enquanto isso a sorte é a única proteção daqueles que não valorizam a vida. Uma criança aponta para a nossa câmara e salta de cabeça para baixo, o salto não deu certo e ele quase sofre um acidente (veja no vídeo). Ao perguntar se ele ainda iria pular, o mesmo disse quantas vezes quiser. Perguntamos a alguns saltadores se eles sabiam da proibição, os mesmos falaram que não, caso esteja saltaria do mesmo jeito.

Segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) o Açude do Cedro tem 38% do seu reservatório ou 48,03 milhões de m³ de água, somente este ano acumulou 35%, 126 milhões de m³ de água é a sua capacidade máxima. Estima-se que aproximadamente cinco mil banhistas frequentam o açude todos os fins de semana.


O secretário do Desenvolvimento Econômico e do Turismo, José do Nascimento Marques disse que nenhum acidente ainda foi registrado no local dos saltos, afirma que em todo o entorno 10 salva-vidas equipados com canoas e bóias, além da policia militar fazem a segurança do local. No trajeto de 6 km entre Quixadá ao açude a segurança fica por conta dos agentes municipais de transito, afirma o secretario.

Confira o video da TV Web Diário Central
video

Nenhum comentário:

Mande para seus amigos do orkut, twitter etc!
|
Google Analytics