Revista Central: a informação em tempo real com credibilidade

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

VERGONHA: FUNDAÇÃO CULTURAL DE QUIXADÁ OFERECE CURSOS PAGOS


Parece mentira mais a Fundação Cultural deste município está oferecendo cursos para quem quer aprender ou aperfeiçoar a tocar Violão, Piano, Teclado, Violino e Flauta Doce, mas os cursos realizados por um órgão público e no espaço público estão sendo cobrados, taxa de R$ 10, 00, é um valor simbólico para a manutenção dos equipamentos, mas que é vergonhoso, tendo em vista que muitos dos jovens não tem este valor para pagar.

Quando um órgão público cobra algo o mesmo exclui automaticamente muitos jovens, aqueles que realmente têm vontade de ocupar em algo mais não têm espaço, a Fundação deve repensar e voltar a traz tendo em vista que a música é um dos veículos de ocupação e socialização e integração para os jovens de baixa renda. Sabemos que os equipamentos são frágeis mais não deve ser mantido pelos estudantes que nem sempre tem a grana de ir ao curso imagina pagar para fazer.

Para aqueles jovens que pode arcar com a taxa deve realizar a inscrição, é necessário que compareça no Centro Cultural Rachel de Queiroz, na praça do chalé, dos dias 26 a 30 de janeiro, das 8h às 12h e de 14h às 18h, o aluno deverá estar munido de documentação de identificação.

A presidenta da Fundação Cultural, disse ao site oficial do município, que essa era uma ótima oportunidade para quem quer se profissionalizar no mundo artístico da música, bem como de garantir espaço no mercado de trabalho, ou ainda tê-la como hobby. A presidente esta sem dúvida correta que estes cursos são bastante procurados mais realizados por pessoas com condição financeira tendo em vista que são pagos.

Esperamos que depois dessa denúncia a presidente analise com carinho nossa critica e veja que a mesma tem sentido e coerência.

4 comentários:

Anônimo disse...

Caro Jackson, acompanho o blog Portal dos Estudantes há muito tempo, desde que o endereço do mesmo possuía o nome da instituição a qual você preside (UMES de Quixadá).
Agora, com relação ao post "Vergonha: fundação cultural de Quixadá oferece cursos pagos" discordo do que foi dito em alguns trechos da "matéria". Por exemplo, a taxa de R$ 10,00 cobrada pela fundação cultural para manutenção dos instrumentos equivale a aproximadamente 2,4% do salário mínimo nacional, que é de R$ 415,00.(pode fazer as contas: 2,4% de R$ 415,00 dá R$ 9,96). Sem contar que muitas pessoas taxadas de carentes no Brasil recebem benefícios, como o "Bolsa Família", além de tantos outros que existem. Mesmo sabendo das dificuldades que inúmeras pessoas passam, acredito que o valor da referida taxa não seja tão perturbador assim no orçamento dessas famílias. O Brasil tem que mudar, pois, infelizmente, muitos compatriotas nossos estão ficando acostumados com a política assistencialista que o Governo Federal prega. O assistencialismo impregna de maneira tal na vida das pessoas a ponto de fazê-las querer que tudo seja de graça, sem custo, quando na verdade isso é inviável no sistema capitalista vigente.
Atenciosamente.
Sucesso!

Redação disse...

RESPOSTA DO PORTAL DOS ESTUDANTES:

Primeiro agradecemos seu comentário e ficamos muito felizes por ter-lo como leitor do blog. Sem dúvida sua expressão é bem vinda realmente concordamos com que a taxa é bastante minúscula, mas se formos calcular que este estudante vem quatro vezes por semana para suas aulas pagamento uma taxa de R$ 2,00 reais cada dia somaria R$ 32,00 por mês ou quase 8% do salário mínimo, imagina um pai que recebe R$ 115,00 do bolsa família.
Somos conscientes que tem muitas pessoas “expertas" que usa meio para se beneficiar, este controle é fácil tendo em vista que a Secretaria de Ação Social tem dados das famílias de baixa renda.

Continue conosco fazendo seus comentários.

Anônimo disse...

A cultura de quixadá é uma vergonha.
A matéria está certa. ainda faltam dados importantes.
Como o abandono da banda municipal de música.

Anônimo disse...

Caro Jackson, concordo plenamente con suas colocações, mais gostaria de exclarescer alguns pontos:
-A fundação Cultural não tem um serviço de assistencia social, para isso temos a secretaria de desenvolvimento social.
-As aulas são ministradas duas vezes por semana.
-Os alunos que frequentam esses cursos nunca reclamaram ta taxa, ao contrário...
-A fundação cultural ainda n te orçamento ou seja um sistema que garanra uma porcentagem na arrecadação do municíio.
-A fundação cultural dispoe de todo material que o aluno necessita, desde de uma simples apostila ao instrumento musical.
Só para que fique sabendo, só de pessoal: professores, coordenadores, etc a prefeitura paga semestralmente 15.000,00, o gasto com apostilas, xerox e impressão é de 3.000,00 e com manutenção de equipamentos tem-se um custo de 2.000,00.
Resumindo, essa quantia de 10,00 é só para garantir pequenas matutenções em instrumentos,as vezes para agilizar as apostilas, etc... ou seja... detalhes... Seria bom que vc comparecesse lá, na fundação cultural, se informasse mlhor das difilcudades existentes... As portas estão abertas.
No mas, fique a vontade, acho que as críticas devem realmente existir... Serve de alicersse para se fazer melhor o trabalho público...

Mande para seus amigos do orkut, twitter etc!
|
Google Analytics